top of page

Livros

Livro - A Menina da Coluna Torta, por Julia Barroso
Livro - A Mulher da Coluna Torta, por Julia Barroso
  • Foto do escritorJulia Barroso

Você gosta da sua coluna torta?

Essa é uma pergunta que nem todo mundo acha agradável, porque, normalmente, não é muito fácil ter a coluna torta. Porém, muitas vezes, o que é difícil para uma pessoa, não é tanto para outra, né?


Sabemos que a escoliose gera deformidades, que podem ser pequenas ou bem grandes, dependendo do nível, e que isso nos traz um olhar diferente para os nossos corpos. Mas, como tudo na vida, podemos ver o copo meio cheio ou meio vazio. Se olharmos a coluna torta de forma positiva, vamos entender que ali está uma oportunidade de aprendizado, que vamos passar por aquele desafio, sim, e sairemos mais fortes. Ainda com a visão para o lado bom da coisa, podemos nos transformar em pessoas melhores, com mais garra, mais determinação e mais empatia pelos outros.


Claro que também tem o lado ruim de ter as costas diferente das amigas. Nos sentimos inferiores em alguns momentos, com baixa autoestima e até com vergonha de usar uma roupa mais justa ou mesmo biquíni.


coluna torta
Minha coluna operada e ainda torta

Para mim é um misto de sentimentos. Nem sempre ruim e nem sempre bom. Na verdade, como sou geminiana, eu mudo de opinião a cada 3 segundos rsrsrs. É sério! Tem dias que olho e acho minhas costas ok. Enxergo que minha cicatriz simboliza tudo que passei quando era adolescente. Outros momentos, acho tudo péssimo e me escondo nas roupas.


Antigamente ainda era pior. Quando eu era mais nova, me importava mais com a opinião dos outros e era mais cruel comigo mesma. Fiz até uma tatuagem no corte da bacia para esconder a cicatriz dali. Menos uma, né, gente?


coluna torta
A tatuagem na minha cicatriz da bacia

E você, como se sente com sua escoliose? É importante falarmos do assunto para que ele não seja um tabu em nossas vidas!

51 visualizações2 comentários

2 Comments


Julia Barroso
Julia Barroso
Sep 22, 2023

Que relato lindo! Parabéns pela força!!!

Like

Guest
Sep 22, 2023

Falar de Minha escoliose por vezes é mais dificil que sobre finanças com minha esposa.

Nasci com escoliose congenita em 1969, fui operado em 1978 pelo Dr. Alacrino Campigoto, no Hospital Sorocabana em Sao Paulo. Por muitos anos EU odiava minhas costas e minhas cicatrices, pois apesar do tratamento ainda fiquei com muita escoliose. Porem um dia eu estava na praia e me perguntaram o que eram aquelas cicatrizes, sempre que ouvia esta pergunta EU falava quase sem voz... cirurgia de escoliose e em seguida colocava novamente minha camiseta e chorava muito.

Neste dia antes que eu respondesse Uma Senhora bem idosa estava perto, pegou a menina que havia perguntado, virou minhas costas a ela e disse.

_ Não esta…

Like
Seção Saúde
Seção Superação
Seção lazer
Seção artigos
Seção crônicas

Arquivo

Destaques

Tags

bottom of page