top of page

Livros

Livro - A Menina da Coluna Torta, por Julia Barroso
Livro - A Mulher da Coluna Torta, por Julia Barroso
  • Foto do escritorJulia Barroso

Transformando a coluna torta em superação

Todos nós sabemos que a escoliose é uma condição muito difícil de lidar, isso porque ela gera insegurança com seu longo tratamento (muitas vezes sem a certeza do resultado), diminui bastante nossa autoestima por conta da deformidade física que ela causa, nos imobiliza por termos que usar colete e nos apavora diante da possibilidade da complexa cirurgia. Verdade ou verdade? Mas como todo problema, existe uma possibilidade de transformação para quem tem a coluna torta.


E como fazer desse limão uma limonada? Como eu sempre digo, o primeiro passo é aceitar. Quando aceitamos que aquela é a nossa situação, naquele momento, e que cabe somente a nós seguir em frente tratando o problema como deve ser, as coisas começam a clarear um pouco. É preciso ter força de vontade? Sim, muita! Não temos como fugir disso. E cada um sabe de onde vem sua maior força para enfrentar os desafios. Uns focam suas energias na fé, outros contam com a família, tem também os amigos e por aí vai..... o importante nisso tudo é ter a força de vontade necessária para aceitar a doença. Eu contei muito com a minha família e amigos, isso foi o que me salvou. Alguns dias eu ficava muito triste, principalmente quando precisava aumentar os ferros do meu colete no pescoço, mas dormir na casa de uma amiga, sair para comer uma batata frita com meus primos, fofocar ao telefone ou ver um filme, trazia minha energia de volta e a certeza de que o dia seguinte seria melhor. Nem sempre era, mas muitas vezes, sim.


Já o segundo passo, é enfrentar com coragem e disciplina o tratamento proposto pela equipe de saúde que cuida do caso. Seja colete ortopédico, fisioterapia com exercícios específicos ou cirurgia, a escoliose precisa de tratamento, pois de outra forma ela evolui e evolui bem rápido. Então, simplesmente começa e vai! Vai até onde tem que ir, até ter alta, até os médicos dizerem que deu tudo certo. Pode ter certeza de que esse dia vai chegar e a sensação de conquista e dever cumprido será uma das maiores da sua vida. Saber que, em meio às maiores dificuldades, você ficou firme no propósito e superou a escoliose, vai fazer você sentir que tem uma força que nunca imaginou que tivesse. E você tem mesmo, pode acreditar! No dia que o meu médico me deu a notícia da alta do colete, eu não sabia nem como começar a comemorar de tanta felicidade. Meu alívio e sentimento de superação foi tanto que eu fiquei desnorteada rsrsrs. Me lembro que uma das primeiras coisas que fiz foi avisar as minhas amigas assim que eu saí do consultório e cheguei em casa (não tinha celular na época). Eu sabia que a minha felicidade era a felicidade delas e, assim, rimos e choramos juntas. Portanto, conte com sua rede de apoio, ela é fundamental para superar a escoliose.


Um outro ponto fundamental para transformar dor em satisfação é descobrir uma paixão, se é que você já não sabe a sua. Eu resolvi escrever. Da cama do hospital mesmo, peguei uma caneta e um caderno e resolvi contar a minha história. Decidi colocar para fora tudo que eu senti ao longo dos anos com a escoliose. Descobri nisso um verdadeiro amor pela escrita e colocar no papel todos os meus sentimentos me ajudou demais a sair daquela situação horrorosa que eu estava, com morfina na veia que não acabava mais. Resultado: dois livros publicados e muita história para contar, não só da escoliose, como de outros desafios superados e conquistas assumidas! Além disso, hoje sou voluntária da área de ortopedia do mesmo hospital que operei a escoliose, uma outra paixão descoberta.


coluna torta
Lançamento do meu primeiro livro

coluna torta
Lançamento do meu segundo livro

Vale a pena, pessoal! Se entendermos que cada sofrimento é uma oportunidade de transformação e crescimento, tudo fica mais leve. No fim, a gente cria casca para a vida. E o mais importante desse caminho todo? Conseguir ajudar a quem precisa, como um dia precisei.

37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Seção Saúde
Seção Superação
Seção lazer
Seção artigos
Seção crônicas

Arquivo

Destaques

Tags

bottom of page